Como orar?

Jesus nos deixou um modelo de como devemos orar. Em Mateus 6.5-15, Ele ensina não uma fórmula a ser repetida, mas uma instrução sobre o que devemos orar, quais as prioridades na oração e o que pode impedir que sejam respondidas.




COMO ORAR?

Jesus nos deixou um modelo de como devemos orar. Em Mateus 6.5-15, Ele ensina não uma fórmula a ser repetida, mas uma instrução sobre o que devemos orar, quais as prioridades na oração e o que pode impedir que sejam respondidas.

Então, como devemos orar:

Não orar como os hipócritas – a oração é comunhão com Deus, não é para mostrar para os outros.

Orar ao nosso Pai – quando fomos salvos, nos tornamos filhos de Deus e temos o privilégio de chamá-lo de Pai. E “nosso Pai” significa que oramos não somente por nós, mas também pelas outras pessoas.

Orar em secreto – não é somente se isolar, mas é excluir o mundo e as suas vozes e concentrar-se somente em Deus.

Não como os pagãos, repetindo a mesma coisa –usar sons repetitivos, monótonos, palavras da boca para fora, sem intensidade, sem paixão, sem verdadeiro desejo e, pior, sem significado.

Sobre o que devemos orar?

Três desejos envolvem a vontade de Deus para todos os homens:

Santificado seja o teu nome – devemos começar nossas orações com louvor, dizendo quem Deus é e o que Ele fez em nosso favor.

Venha o teu reino – orar para que o Reino de Deus, de justiça, paz e alegria, se manifeste em nossa casa, igreja, família, amigos e país. Para que a justiça do Senhor triunfe.

Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu – Deus espera que oremos por aquilo que Ele deseja realizar. Por isso a oração é a chave de tudo.

Nossos pedidos

O pão nosso de cada dia dá-nos hoje – essa é uma oração de proteção para nós e para a nossa família. Precisamos pedir o que necessitamos a Deus: recursos financeiros, provisão, saúde, trabalho, educação.

Perdoa as nossas dívidas assim como perdoamos os nossos devedores – isso implica em obediência a Deus. Quando não andamos na luz, não perdoamos e amamos uns aos outros, há divisão no corpo e a igreja é prejudicada.

Não nos deixe cair em tentação, mas livra-nos do mal – sempre seremos tentados e nunca saberemos quando ou como, mas podemos pedir humildemente que o Senhor nos impeça de cair. Não podemos fazer isso por nós mesmos.

19 visualizações

Rua Palmeira de leque, 510

São Paulo, SP 08061-430

ipacrioficial@gmail.com

HOME

© IPACRI - Todos os direitos reservados

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Porque ele vive posso crer no amanhã!